Corri ao meu quarto, e entrei atras de mim. Eu falava-me, eu perseguia-me, eu atirava-me á cama, e rolava comigo, e chorava, e abafava os soluços com a ponta de lençol. Jurei não ir ver Capitu aquela tarde, nem nunca mais, e fazer-me padre de uma vez. Via-me já ordenado, diante dele, que chorava de arrependimento e me pediria perdão, mas eu, frio e sereno, não teria mais desprezo, muito desprezo, voltava-lhe as costas. Chamava-lhe perversa. Duas vezes dei por mim mordendo os dentes como se a tivesse entre eles.
Dom Casmurro. 

(via acudir-se)

Acredito que vai ser pra sempre. Se a gente não acredita, qual é a graça em amar? Eu sonho em ter uma vida com você. Não aquela vida de novela, mas uma vida de carne, osso e problemas. Porque todo mundo tem problemas, é claro que sim. O amor é totalmente imperfeito, vivemos aparando arestas e isso é comum, normal. Anormal é ser tudo sempre um grande mar de rosas cheirosas e sem espinhos.
Clarissa Corrêa. 

(Fonte: quesejadoce-sempre, via assoprador)

Quando você realmente amar alguém e for recíproco, você vai ver como é bom amar. Pra amar não precisa namorar, e blá blá blá, mais o namoro é a melhor forma de expressar o sentimento, quando você sentir suas pernas tremerem, sua barriga gelar, teu corpo ficar mole, aí sim você vai entender a magia de amar.
Dom Quixote.

(Fonte: recitarpoesias, via renascedor)

Eu descobri que o amor faz muita falta nas nossas vidas e nada o substitui. Já suspeitava disso, mas agora eu tenho certeza e descobri da pior forma possível.
Ele ficou louco por falta de amor. 

(Fonte: adesejar, via adesejar)

Não era o bastante ser seu último beijo. Eu queria ser seu último amor.
Quem é você, Alasca?

(Fonte: delator, via florencear)

Eu sempre fui o que se importa, se dedica e vai até o fim do mundo por alguém que amo.
Gramaticas. 

(Fonte: gramaticas, via engasgada)

A diferença entre você e um cubo mágico, é que do cubo mágico eu desisto.
João Pedro Bueno. 

(Fonte: sabedorias, via prestigiador)

quarta-feira / 39.098 notas / reblog
Desculpa se te magoei, decepcionei, não fui bem aquela que você pensava que eu seria. Mas agora nem eu sei quem sou. Na vida a gente faz tantas escolhas, não é verdade? E muitas vezes uma escolha aos olhos do outro é errada. Muitas vezes um caminho aos olhos do outro é tortuoso. Mas eu quero caminhar com minhas próprias pernas, me quebrar se preciso for, me estatelar no chão, me juntar e recomeçar. Sozinha.
Clarissa Corrêa. 

(Fonte: simbografia, via antipoetico)

Portanto, agora, ali estava eu. Sentado ouvindo a chuva. Se eu morresse agora, ninguém verteria uma lágrima em todo o mundo. Não que precisasse disso. Mas era estranho. Até onde um trouxa pode ficar solitário? Mas o mundo estava cheio de velhos rabugentos como eu. Sentados ouvindo a chuva e pensando para onde foi todo mundo. Aí é que a gente sabe que está velho, quando fica pensando para onde foi todo mundo.
Charles Bukowski.

(Fonte: ovelhosafado, via acrescentada)

Você tenta ficar em silêncio e calar os sentimentos e a dor sentida, mas machucou demais e a tentativa de esconder foi em vão e, geralmente quem te machucou ainda tem a audácia de perguntar o motivo de você estar assim.
Jéssica Letícia. 

(Fonte: petalismo, via o-teimoso)

quarta-feira / 28.799 notas / reblog
Ele quer sacanagem comigo, mas daquele tipo de sacanagem pura, com direito a perguntar baixinho “tá doendo”?
Tati Bernardi.

(Fonte: c-i-t-r-i-c-a, via finais)

Te faço um café. Ou um cafuné. Se tu quiser.
Caio Fernando Abreu.

(Fonte: remandocontracorrente, via com-versos)

E se algum dia, olhando pela janela, os cotovelos apoiados, os dedos segurando um cigarro, eu me questionasse novamente o que seria essa tal felicidade, eu queria muito que a cidade gritasse seu nome.
Gabito Nunes. 

(Fonte: amoremdoseselevadas, via florejaste)